Publications/Informativos

Carbonplace usa blockchain para viabilizar venda de créditos de carbono

Publicado em: 04/10/2023
Imagem do Membro

Antônio Beltrão

Imagem do Membro

Maria Teresa Bandeira de Mello

Desenvolvida por um grupo de instituições financeiras comprometidas com a agenda climática, a Carbonplace, em tradução livre, “lugar do carbono”, é uma plataforma global para a negociação de créditos de carbono que se utiliza da tecnologia de contabilidade única de uma blockchain para possibilitar a confiança, transparência e acessibilidade necessárias à abertura do mercado voluntário de carbono ao mundo.

Players do mercado financeiro se unem para zerar emissões de gases do efeito estufa

 

Em 2020, a Carbonplace foi formada por um grupo de bancos que se uniram para enfrentar o desafio de fortalecer o crescente mercado voluntário de carbono. A CIBC, instituição financeira líder na América do Norte, o Itaú Unibanco, maior banco da América Latina, o Banco Nacional da Austrália, o Grupo Natwest, líder em serviços bancários e financeiros no Reino Unido e Irlanda, o BNP Paribas, banco líder da União Europeia, o banco japonês Sumitomo Mitsui Banking Corporation e instituições internacionais como o UBS, o Standard Chatered e o BBVA reconheceram a necessidade de colaboração entre o setor financeiro e outros participantes do mercado de carbono e, juntos, investiram US$ 45 milhões na criação da plataforma.

Prevista para comercialização a partir de 2023, a Carbonplace tem como objetivo investir para alcançar uma economia sem emissões de gases de efeito estufa na atmosfera até 2050. Ao permitir transações seguras e eficientes, a plataforma consegue promover ações climáticas urgentemente necessárias, desde iniciativas de reflorestamento até a inovação em tecnologias de captura de carbono, no intuito de limitar as temperaturas globais a 1,5°C, como prevê o Acordo de Paris.

Para tanto, o mercado voluntário global de carbono se torna extremamente importante, à medida em que as empresas continuam a estabelecer promessas ambiciosas, visando limitar os piores impactos da crise climática. A plataforma identificou que, no cenário atual, esse mercado não está equipado para acompanhar crescimento da demanda por créditos de carbono, trazendo a tecnologia da blockchain para mudar esse panorama.

Tecnologia de blockchain aplicada à preservação ambiental

 

Para entender melhor a proposta da Carbonplace, é necessário conhecer os conceitos de crédito de carbono e de blockchain. De acordo com o BNDES, os créditos de carbono são mecanismos de transferência de recursos que empresas, organizações e indivíduos podem utilizar para compensar as suas emissões de gases de efeito estufa (GEE). Esses créditos são gerados através de projetos de redução de emissão ou captura de carbono e podem ser comercializados através dos mercados de carbono.

Essa transação, na Carbonplace, é feita através de uma blockchain, em português, “cadeia de blocos”. A tecnologia funciona como um tipo de banco de dados virtual que recebe vários registros e os coloca em um bloco. Cada bloco é "encadeado" para o próximo bloco, usando uma assinatura criptográfica1.

Assim, a blockchain é aplicada para realizar a transação de créditos de carbono como ativos, de forma segura e transparente, operando tal qual a comercialização de criptomoedas. A utilização dessa tecnologia promete mudar fundamentalmente a forma como os créditos de carbono são comprados e vendidos, pois conectará os registros e as trocas do mercado voluntário de carbono diretamente a milhões de clientes em diferentes mercados geográficos, que terão acesso a todas as informações dos créditos que estão comprando.

Regras permitirão a eliminação da necessidade de contratos no Carbonplace

 

Para tanto, o Livro de Regras da Carbonplace garantirá que os membros da plataforma cumpram um único conjunto de regras prudenciais, eliminando a necessidade de contratos bilaterais entre compradores e vendedores, possibilitando retirar os créditos em minutos e reduzindo o ônus de transações negociadas individualmente. O livro-razão completo, a auditoria e a funcionalidade de relatório da Carbonplace gerenciarão o ciclo de vida do crédito de carbono desde o início até a sua aposentadoria, oferecendo registros confiáveis de propriedade e reduzindo os riscos de contagem dupla.2

A Carbonplace se norteia nos princípios da acessibilidade, transparência e confiança para o seu funcionamento. A plataforma pretende conectar o novo mundo dos mercados de carbono ao mundo dos bancos, propondo exercer, simultaneamente, a função de tecnologia de liquidação e rede de distribuição.

A tecnologia de contabilidade habilitada para blockchain da Carbonplace permitirá a liquidação simultânea de créditos de carbono, com transferência imediata de propriedade após o pagamento, consequentemente, aumentando a sua capacidade de distribuição. A plataforma também permitirá que os clientes gerenciem, armazenem e transacionem créditos de carbono em tempo real, de maneira fácil, com a funcionalidade de carteira digital.

Publicado em: 04/10/2023